Etiquetas

, , ,

Recebi a notícia da morte do Nicolau com profunda tristeza. Foi  um choque. O Nicolau era daquelas pessoas sem idade. Estava sempre a iniciar novos projetos com tanto entusiasmo, empenho e sonho que parecia  um eterno jovem, com uma longa vida pela frente. Conheci o Nicolau quando tinha 20 anos. Fiz um casting para a primeira telenovela portuguesa e fiquei escolhida por ele. Não pude fazer o trabalho, pois estava na faculdade e era impossível conciliar. Anos mais tarde, voltou a confiar em mim e deu-me um papel na telenovela “Verão Quente”. Foi um gosto enorme trabalhar com ele nesta telenovela onde o Nicolau foi realizador. Tinha um brilho muito especial, um enorme talento e um grande coração. Mais uma grande estrela a brilhar no céu. Só espero que o nosso país, depois de passado este luto, se lembre de o homenagear condignamente (por exemplo  dando o seu nome a uma rua, um teatro, etc), para que o mundo fique com um pouco do seu brilho e a sua história possa ser contada às novas gerações. Até sempre Nicolau!

Nocolau